Base da Expedição 30

Para cima

          

  • Troféu "Melhor Patrulha"
    O mais antigo e cobiçado troféu colectivo da Expedição 30

    1 2 3 4 5 6 7
     
  • Troféus » Melhores Patrulhas
    1 » 1980 a 1984 - Raposa
    2 » 1984 a 1988 - Falcão
    3 » 1988 a 1995 - Raposa    
    4 » 1995 a 1998 - Raposa
    5 » 1998 a 2004 - Raposa
    6 » 2004 a 2010 - Morcego
    7 » 2011 a
     
  • Troféu "Melhor Patrulha" - Breve Historia - [ Tem nova redacção desde 2000 ] Ler mais
     
  • Origem
    Instituído no ano 1980/81 pela Equipa de Animação da altura, destina-se a premiar a patrulha que mais se tenha destacado durante
    o ano. Quando foi criado, decidiu-se também que, a partir daquela data, os nomes das patrulhas existentes: Cavalo, Falcão, Morcego
    e Raposa não mais seriam alterados.
     
  • Regulamento
    No início, o regulamento era debatido em Conselho de Guias e, após aprovação, entrava em vigor no início do ano escutista (Outubro)
    e terminava após o acampamento de verão (Setembro). Anualmente o regulamento do ano transacto era avaliado e, eventualmente,
    poderia haver uma ou outra alteração de pormenor.
     
  • O Torneio Inter-Patrulhas
    Para efeito de pontuação das patrulhas, criou-se uma tabela, também essa debatida no Conselho de Guias, onde quase tudo o que
    faziam era pontuável: assiduidade, relatórios de actividades, aprumo no uniforme, progressão pessoal, estado do material de campo e
    muitos outros itens, sempre numa perspectiva pedagógica assente na Promessa e na Lei Escuta, como também, na prática: o saber,
    o saber fazer e o saber ser.
     
  • Pontuação Intercalar
    Nos primeiros anos, para se evitar que uma patrulha se distanciasse muito das outras no total dos pontos obtidos, conduzindo a um
    certo desânimo das demais, havia quatro apuramentos de pontuação ao longo do ano (Out-Dez, Jan-Mar, Abr-Jun e Jul-Set).
    Assim, a patrulha que estivesse em primeiro lugar num trimestre, independentemente da pontuação conseguida, eram-lhe atribuídos
    5 pontos para a contagem anual: à segunda: 4 pontos, à terceira: 3 pontos e assim sucessivamente.
     
  • O Troféu
    O primeiro troféu era uma estatueta metálica de um cavaleiro medieval que seria dada à patrulha que fosse a vencedora do ano.
    A Patrulha ficava com o troféu no seu canto durante todo o ano seguinte.
    Caso uma patrulha fosse a vencedora do ano durante três vezes (consecutivas ou não), o troféu ficava definitivamente para ela
    e a Expedição 30 providenciaria um outro troféu para ser disputado - sempre uma estatueta de um cavaleiro medieval, a pé ou a cavalo.
     
  • Registo
    Naquela altura ficou decidido também que seria feito um registo de todas as patrulhas que conquistassem o troféu ao longo dos
    anos seguintes.
     
  • Patrulhas Vencedoras
    1980 - 1981 - Raposa
    1981 - 1982 - Raposa
    1982 - 1983 - Morcego
    1983 - 1984 - Raposa
    1984 - 1985 - Falcão
    1985 - 1986 - Cavalo
    1986 - 1987 - Falcão
    1987 - 1988 - Falcão
    1988 - 1989 - Raposa
    1989 - 1990 - Raposa
    1990 - 1991 - Falcão
    1991 - 1992 - Falcão
    1992 - 1993 - Morcego
    1993 - 1994 - Morcego
    1994 - 1995 - Raposa
    1995 - 1996 - Raposa
    1996 - 1997 - Raposa
    1997 - 1998 - Raposa
    1998 - 1999 - Cavalo
    1999 - 2000 - Raposa
    2000 - 2001 - Raposa
    2001 - 2002 - Morcego
    2002 - 2003 - Morcego
    2003 - 2004 - Raposa
    2004 - 2005 - Morcego
    2005 - 2006 - Morcego
    2006 - 2007 - Falcão
    2007 - 2008 - Lince
    2008 - 2009 - Raposa
    2009 - 2010 - Morcego
    2010 - 2011 - Raposa
    2011 - 2012 - Falcão
    2012 - 2013 - Falcão
    2013 - 2014 - Lince
    2014 - 2015 - Lince

                                    © 2007/2015 Escuteiros do Estoril